In Empreendedorismo

EMPREENDEDORISMO FEMININO INTRÍNSECO


intrinseco low no poo parceria natygarcia
créditos: Intrínseco
Há já algum tempo que pretendia abordar aqui o tema Empreendedorismo Feminino mas não sabia bem por onde começar já que é algo tão vasto. 
Para dar início a esta nova rubrica, que espero que venha a ser útil a quem esteja a ponderar ou tenha o desejo de criar o próprio negócio, decidi começar por entrevistar a Susy Santos, criadora da INTRÍNSECO uma das marcas parceiras do primeiro grupo de Low e No Poo português (criado por mim e uma amiga). Quem tiver curiosidade e/ou conhecimento para partilhar pode juntar-se a nós aqui.
A Intrínseco surgiu no ano de 2016 em Lisboa pela mão de dois brasileiros, Susy Santos e Hilto Gomes, que juntos decidiram lançar um produto que fosse capaz de ajudar crespas/crespos e cacheadas/cacheados a cuidarem dos seus cabelos de uma forma simples, saudavél e motivante! E oferecerem produtos livres de agentes agressivos e contribuem para a saúde e cuidado do seu cabelo crespo e cacheado.

  • Fala-nos um pouco de ti e do conceito por trás da Intrínseco? 

Posso começar a dizer que nasci e vivi em um lugar onde o cabelo natural é visto como algo feio, e devido essa triste realidade sempre usei química no cabelo. 
Durante este período lembro-me de ter passado por muitas dificuldades de auto aceitação, relacionamento com as pessoas, era extremamente insegura e não gostava da textura do meu cabelo, por isso alisava-o. Enfim… sujeitei-me muitas vezes em mudar para me sentir aceite!

Em 2011, finalmente decidi assumir meu cabelo natural No início, como tudo era novo para mim tive muitas dificuldades em encontrar produtos específicos para o meu cabelo, até porque sigo a técnica No e Low poo.

Alguns anos depois nasceu então a INTRÍNSECO, uma marca de produtos para cabelos crespos e cacheados que tem como intuito ajudar as pessoas a cuidarem melhor do seus cabelos e principalmente consciencializá-las a amar e respeitar o que somos, nossa essência e nossas raízes. 

  • O que é que torna Intrínseco uma marca única? 

Por ser uma marca Portuguesa e desenvolvida por uma pessoa que viveu e vive todas as experiências possíveis de como lidar com o cabelo natural, a Intrínseco promove o desenvolvimento económico do comércio local, possibilita um contacto mais próximo e humano com os clientes, desde acompanhar e orientar na sua jornada com o cabelo natural até estimular sua auto estima!

  • Que conselho darias as mulheres, empreendedoras como tu, sobre ultrapassar as dificuldades de ter um negócio próprio? 

Acima de tudo deve-se ter com muita clareza a missão e causa pelo qual seu projecto luta. Não abrir mão de forma alguma dos seus princípios, valores e integridade. Tendo isto sempre em mente as mulheres empreendedoras construíram a base para manter o foco e força necessária para ultrapassar as adversidades.

  • Qual foi o melhor conselho que recebeste no durante o processo de criação da Intrínseco? 

Um conselho que me deram foi que o medo de enfrentar novos desafios é natural, mas não é razão para desistir. As dificuldades que surgirem terão de ser encaradas sempre com optimismo, paciência e determinação. Por isso, lute sempre pelos seus sonhos e seja profundamente apaixonado pelo que faz!

  • E a lição mais valiosa que aprendeste enquanto mulher empreendedora? 

Não devemos esperar pelas oportunidades e sim criá-las! Ou seja, não devemos esperar o momento perfeito ou o produto ideal, devemos agir com que temos de momento e com tempo ir aprimorando, ajustando até que se torne algo excelente!

  • Em termos de financiamento dica, que te tenha ajudado, darias a quem esteja apenas no início da sua jornada? 

O financiamento é um importante catalisador no desenvolvimento de uma empresa. Se utilizado de forma correta torna-se uma excelente ferramenta de alavanca. A Intrínseco no entanto, dispôs somente de capital próprio não empregando qualquer tipo de financiamento. Tudo é uma questão de estratégia.

  • Que novidades podemos esperar da Intrínseco nos próximos tempos? 

Temos planos a curto prazo na participação de projectos sociais, ambientais e causa animal, assim como em acções baseados na auto-valorização da mulher na sociedade. E para além disso, procurar aperfeiçoar a marca com novos produtos, composições, embalagem e visual! 

  Espero que esta entrevista com a Susy sirva para motivar todas as mulheres, e homens, que estejam numa fase inicial dos seus projectos ou aqueles que tenham a vontade de começar algo mas estejam receosos

Quem estiver interessado em experimentar os produtos da Intrínseco pode adquiri-los no aqui  e não se esqueçam de usar o código nolowpoo10% para usufruírem do desconto.

Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments

In viagem

Viagem | Pedido de Autorização de Residência em Portugal

Nos últimos anos o assunto Imigração tem feito parte do dia a dia de todos os Portugueses e apesar de nunca ter dado muita importância eu faço parte de uma família que imigra há gerações - ao escrever isto apercebi-me de que lado da família herdei o gene do bichinho da viagem.

Sabendo que muitas pessoas, principalmente dos Palop, escolhem Portugal como ponto de partida para a sua jornada, hoje decidi enumerar alguns documentos necessários para a legalização de quem pretende vir morar, estudar em Portugal.

Antes de mais, comecemos por ONDE SOLICITAR OS DOCUMENTOS - o primeiro passo para quem chega e tem como objectivo viver cá é dirigir-se ao CNAI da sua área de residência levar todos os documentos que possui para que se possa fazer o enquadramento legal  e saber qual o artigo atráves do qual irá solicitar a Autorização de Residência. 

Na impossibilidade de o fazer, pode ligar logo para a linha de agendamentos do SEF e agendar a revovação do visto e/ou pedido de concessão de Autorização de Residência.

Documentos importantes:

- Passaporte válido .

- Registo Criminal do país de origem (maiores de 16 anos).

- Comprovativo de que dispõe de Alojamento - contrato de arrendamento, 3 últimos recibos da renda, declaração da Junta de Freguesia.

- Comprovativos de meios de Subsistência . extractos bancários, recibos de vencimento; ou levar alguém que possa responsabilizar-se por vocês e apresentar todos os documentos do mesmo, juntamente com os seus comprovativos de meios de subsistência.

O NIF - Pode ser tratado nas lojas do Cidadão ou balcões da Autoridade Tributária, vulgo Finanças, e tem o custo de 10 euros.

O Cartão de Utente - basta dirigirem-se ao Centro de Saúde da vossa área de residência para tratar do mesmo.

O NISS - Actualmente a Segurança Social apenas concede números a quem esteja a trabalhar ou estudar, mas como a concessão do número em si leva uma eternidade, uma declaração que comprove o pedido do Nº de Segurança Social serve para o SEF.

A Autorização de Residência é concedida de acordo com as condições e documentos que comprovam o objectivo da estadia de cada indivíduo. Podem por exemplo pedir uma AR para Trabalho, Estudo, Reagrupamento Familiar, com Dispensa de Visto, etc podem saber mais aqui.

Sendo principal documento que todo o cidadão Não europeu deve possuir para levar uma vida normal em Portugal ou qualquer outro país da Europa, portanto certifiquem-se que trazem todos os documentos necessários para tratarem da vossa legalização, e que estes sejam autenticados, se necessário, antes de abandonarem o vosso país de origem. 

Caso necessitem saber informações sobre o Estatuto de Igualdade podem consultar aqui.

Em Portugal, o cartão leva entre 2 a 4 semanas a estar pronto mas o recibo faz a vez da AR até a mesma vos for enviada.

Se tiverem mais questões a respeito deixem-nas abaixo que terei todo o gosto em responder.


Read More

Share Tweet Pin It +1

2 Comments

In Beleza & Lifestyle

CUIDADOS DE CORPO | #1

cuidados de corpo saldos

Fui às compras!!! hahahaha a foto é bastante óbvia. A minha intenção era comprar algo para jantar, mas sem perceber dei por mim "perdida" na secção de higiene do Jumbo - não me perguntei como lá fui parar porque nem eu sei!

Há já algum tempo que queria experimentar uma escova de banho, sobretudo pela capacidade de remover peles mortas e esfoliação do corpo. E estou a adorar, faz um trabalho fantástico e deixa-me as pernas muito suaves.

A pedra-pomes também é uma queridinha para as alturas em que não há muito tempo para ir a pedicure ou arranjar os pés. 

Acho que está na cara que dei a louca do desodorizante, não é?! Tenho a dizer em minha defesa que eles estavam em promoção e cheiram maravavilhosamente bem - até agora não paro de pensar que devia ter trazido mais alguns.

Como seria de esperar não pude deixar de trazer alguns artigos de cuidados de pele, os sabonetes de alcatrão e argila do Celeiro que são muito bons para quem tem pele oleosa e, claro, aproveitei e dei um pulo na Primark e trouxe umas toalhas de rosto - as minhas tendem a desaparecer ou acabo por da-las porque considero que as tolhas de rosto são como a roupa interior:para uso individual only.

Então e o jantar onde ficou? Não ficou, com tanta coisa acabei por ir comer um hamburguer e fui para casa. É inacreditável como nunca se dá pela hora passar quando se está dentro de um Centro Comercial.


Read More

Share Tweet Pin It +1

0 Comments